Recentemente fiz um artigo parecido com este sobre se valia a pena ou não alugar um carro em viagem para New York. Dessa vez vou contar qual foi a experiência em minha viagem recente à Las Vegas. Diversos blogs e artigos dissertam sobre esse já batido tema. E como não existe uma opinião unânime em relação à isso, vou tentar colocar aqui os dois pontos de vista mais mencionados na maioria dos lugares, e em seguida o meu.

 O grande divisor de águas na batalha de opiniões entre “alugar ou não alugar carro em Las Vegas” está na maioria das vezes nas seguintes opiniões:

Alugar um Carro: Liberdade de se locomover entre os hotéis, estacionamentos gratuitos, andar pelos arredores e conhecer a região, valet parking gratuitos.

Não Alugar um Carro: Hotéis são geralmente Interligados, se você só ficar na “strip” não precisa de carro, existem alguns monorails que interligam os hotéis e são de graça, transporte público é eficiente.

Acredito que vai ser praticamente unanimidade as opiniões encontradas acima. Já adianto que em minha viagem para Las Vegas, eu aluguei um carro. E vou detalhar qual foi minha experiência e qual foi minha percepção a respeito desse assunto.

Primeiro eu gostaria de dizer que quem costuma afirmar que “Las Vegas é a cidade de uma rua só” (ao se referir à “Strip”) não aproveitou o que Las Vegas tinha para oferecer de verdade. Sim, concordo que se você vai para Las Vegas apenas pelos cassinos, e para conhecer os hotéis, você passará 99% do seu tempo e de seu trajeto na Strip. Mas acho bem difícil alguém fazer esse tipo de viagem e não querer explorar um pouco os arredores, conhecer a vizinhança, ir para alguns pontos turísticos mais afastados etc.

Quando planejamos nossa viagem para Las Vegas, consideramos praticamente tudo que poderíamos fazer em apenas 7 dias. Apesar de, óbvio, termos reservado certo tempo para conhecer os Hotéis e Cassinos, também procuramos por demais atrações e passeios que pudéssemos fazer. Uma variedade imensa de passeios e atrações se abre à você quando se começa a considerar não apenas a rua principal de Las Vegas. Existem passeios à parques nacionais, museus e algumas outras atrações famosas que ficam à poucas milhas do centro, mas que não são atendidas por transporte público. E ai entra o primeiro ponto a se levar em consideração para a locação de um carro: o custo dos passeios.

Planejamos fazer um passeio no primeiro dia para o Grand Canyon. Encontramos muitos pacotes que incluíam o translado de hotéis para o Grand Canyon com uma parada em um buffet “all you can eat”. O custo desse passeio, por pessoa, fica em torno de U$ 95.00. U$ 80.00 o ônibus + U$ 15.00 o buffet. Considerando que estávamos em um grupo de 3 pessoas nesta viagem, pagaríamos praticamente U$ 300.00 para fazer esse passeio. E ainda existe a contrapartida que o passeio tem horário para iniciar, horário para terminar e você fica “preso” ao itinerário, tirando um pouco de sua liberdade.

Como existe muita oferta por locação de carro em Las Vegas, as empresas costumam fazer promoções e baratear o valor se você pega carro por um período maior de tempo, por exemplo 1 semana. Então existe a possibilidade de você encontrar carros por até U$ 55 / 60 a diária. Se eu for considerar que o custo apenas do meu primeiro passeio já daria praticamente o valor da locação de um carro por uma semana, isso já foi um fator determinante em minha escolha. Sem contar que eu estava alugando também minha facilidade de mudar meu itinerário, de mudar meu planejamento e de me locomover livremente pela cidade.

Além do passeio para o Grand Canyon, eu também fui conhecer outros locais mais afastados, como a Red Rock Canyon, Hoover Dam, Bourder City e diversos lugares mais próximos, mas não tanto, da “Strip”. E para esses locais o transporte público não me atenderia de forma satisfatória, e cada pacote para conhecer esses locais deveriam ser multiplicado por 3. Portanto, contabilizando o custo com a locação do carro + o ingresso das atrações, o valor já saiu muito mais barato que pegar pacotes e excursões para esses mesmos locais.

De todos os locais que eu fui visitar durante meus 7 dias em Las Vegas, eu paguei estacionamento ema APENAS UM. Foi no estacionamento da Fremont Street em Las Vegas. Isso por que este estacionamento fica ao lado e com acesso direto à Fremont. Mas eu poderia ter parado nos arredores ou mesmo em algum hotel próximo sem custo nenhum. E o valor nem foi caro. Se eu bem me lembro, paguei US 3.00 de estacionamento. Menos do que eu daria de “tip” para um manobrista. Por falar nisso, realmente todos os hotéis e cassinos possuem estacionamentos gratuitos. Todos que passamos possuem duas modalidades de estacionamento: o self-parking onde você mesmo estaciona e leva a chave (estes costumam ser nos arredores das entradas dos hotéis e em alguns em específico não são estacionamentos cobertos) e os manobristas – valet parking – (onde você deixa seu carro na porta de entrada do hotel com um manobrista e ele vai deixar o carro, provavelmente em um local coberto e de fácil acesso, para na saída apenas pedir uma tip pela conveniência de ter estacionado seu carro). Ou seja, em ambos os casos estacionar em hotéis é grátis. Nenhum havia cobrança pelos estacionamentos.

Portanto, considerando que você não ficará apenas na strip e, apesar de conhecer os hotéis, também fará alguns passeios pelo estado de Nevada, minha experiência com a locação de um carro foi a melhor possível, pois me deu liberdade de locomoção, me possibilitou conhecer diversos outros lugares que a pé ou de transporte público seria difícil (ou longe) e também de economizar com o valor dos passeios, pois estando em um grupo de pessoas o custo acaba se multiplicando e o valor ficando bem maior do que a diária de locação do carro.

Mas e se você realmente não quiser alugar um carro e ficar apenas nos arredores?

Isso não é um problema, de fato. Se você não pretende fazer longos passeios, a maior parte do seu tempo irá passar realmente em hotéis, cassinos, piscinas e conhecendo apenas as atrações da Strip, alugar um carro seria um gasto a mais a se considerar em sua viagem sendo que ele será muito pouco utilizado.

Existe uma linha de ônibus chamada Deuce on the Strip, ela funciona 24 Horas e faz exclusivamente o trajeto de “subida e descida” da Strip. Por um passe de 2 Horas (U$ 6), 24 Horas (U$ 8) ou 3 Dias (U$ 20), você pode utilizá-la quantas vezes for necessário neste período de tempo. Mais detalhes sobre as tarifas no Site da RTC.

Alguns hotéis são interligados pelos já famosos Monorails (os conhecidos “Trams”) e eles são gratuitos também. Mas esta interligação não existe entre todos os Hotéis / Cassinos. Alguns são interligados por algumas galerias de lojas. Você transita de um hotel para outro através de uma galeria (ou corredores) de lojas estrategicamente  colocadas lá para você gastar (mais) dinheiro. E entre os hotéis que não tem interligação, o acesso é pelas ruas da já mencionada Las Vegas Boulevard (a strip de novo). Os hotéis mais famosos (Bellagio, Caesars Palace, Excalibur, Aria, Venetian etc etc) estão todos bem próximos um do outro. Todos ficam no mesmo “quadrante” da strip e andando pela calçada você passará por todos eles. Mas não se iluda. Apesar deles serem interligados ou mesmo próximos (quando não tem uma conexão) todos são enormes, e caminhar de um para outro é um pouco desgastante. Lembre-se que você está no meio do deserto, com um calor que chega aos seus 40ºC facilmente.

Ainda temos os passeios pelos arredores de Las Vegas, que você pode fazer através dos City Tours. Esses são fáceis de conseguir, pois em todos os hotéis você encontra bilheterias com vendas de ingressos para os shows, e para atrações, incluindo as excursões.

Nota: Ouvi falar também do Las Vegas Monorail. Ele não fica diretamente na strip. Possui diversas estações, algumas que param relativamente próximas de alguns hotéis, mas vai exigir uma certa dose de exercício e caminhada para chegar da estação às atrações.

Vai alugar um carro? Veja a melhor cotação em nosso parceiro rentcars.com.

Resumo

Em suma, eu não me arrependi de ter alugado um carro em Las Vegas exatamente por que eu fui conhecer diversos outros locais nas proximidades e não queria ficar preso ao horário ou itinerário dos City Tours. Tive liberdade de ir em todos os hotéis, não pagar por isso, e me deslocar entre eles com o ar-condicionado ligado. 😉

Se você pretende fazer passeios para longe da strip, alugar um carro pode ser até mais barato que pagar por cada excursão que você vá fazer. Se seu plano é apenas ficar nos hotéis e curtir a noite da própria strip, alugar um carro será um gasto desnecessário.

Anúncios