A cidade de São Paulo reserva uma série de passeios e lugares para se visitar, seja você um turista ou mesmo um local. E conhecer o Centro Antigo da cidade é um passeio que deve ser colocado em seu roteiro.

Se você tem poucos dias para passear pela cidade, existem alguns tours que podem ser feitos que te levam por um roteiro dos pontos turísticos mais famosos da cidade. Em nenhum você irá gastar muito tempo, será apenas uma visita rápida ou irá apenas passar em frentre. Mas se estiver com tempo, parar na maioria deles é algo que deve ser feito, e entre essas paradas está o Mercado Municipal de São Paulo.

sao_paulo-mercado_municipal
Foto tirada do Mezanino, com os vitrais ao fundo

Carinhosamente conhecido entre os Paulistanos como “Mercadão“, ele foi inaugurado em 25 de Janeiro de 1933, para ser um local de vendas de produtos no atacado e no varejo. A obra foi iniciada em 1928 e 5 anos depois, no aniversário de São Paulo, ele foi inaugurado. O projeto foi projetado pelo arquiteto Francisco de Paula Ramos de Azevedo, que dá noma à algumas ruas e praças do centro. E em 2004 passou por uma reforma de revitalização, tanto em sua fachada quanto nos vitrais. Foi nesse ano também que o mezanino foi inaugurado e recebeu diversos restaurantes e bares.

O Mercado Municipal é especializado na venda de frutas, verduras, carnes e peixes. Em sua maioria produtos frescos. Mas também é bem conhecido pela diversidade de lojas de especiarias, temperos, azeites e vinhos.

Todos os produtos são de excelente qualidade, todos muito bem frescos e a variedade é enorme. E por variedade entenda que você encontrará produtos locais, mas também alguns mais exóticos, de outros estados e que dificilmente encontraria em outro lugar.

Vinhos de todos os tipos, para todos os paladares e bolsos. Além disso, locais especializados em temperos são um atrativo para chefs e amadores na cozinha. Lojas de azeites terão opções que começam em R$ 10 / R$ 15, e que vão até R$ 150 / R$ 200. Nacionais e Importados.

vitral_mercado_municipal_sc3a3o_paulo
Detalhe de um dos vitrais. Fonte: Wikipedia

Dentre os destaques da arquitetura do local, estão também os famosos vitrais feitos pelo artista russo Conrado Sorgenicht Filho, que mostram uma série de gravuras detalhando aspectos da produção de alimentos. Esse artista também é famoso por trabalhos realizados em outros locais como a Catedral da Sé e diversas outras igrejas pelo Brasil.

Como Chegar

O Mercadão fica na Rua da Cantareira, 306. Ao lado da Avenida do Estado e próximo à Rua 25 de Março. De Metrô, ele fica próximo às estações Luz [Azul] e São Bento [Azul], a caminhada destas estações até o Mercado é bem curta, no máximo 10 minutos.

Ir de carro pode ser uma boa se pretende voltar com muitas compras, mas o acesso à região é um pouco complicado: durante a semana em função do trânsito caótico da capital e durante os finais de semana costuma estar sempre lotado.

O estacionamento do Mercadão é cobrado através de Zona Azul (Prefeitura da Cidade) e são poucas vagas, mas existe uma boa oferta de estacionamentos em frente ou nas proximidades. Aos finais de semana, quando a Zona Azul não é exigida, alguns flanelinhas costumam cobrar absurdos R$ 25,00 para “ficarem de olho” no carro, se parar nas vagas em frente ao mercado ou na rua.

O site do Mercadão dá algumas outras dicas e lista alguns estacionamentos no local.

O Que Comer

Provavelmente você já deve ter ouvido falar do famoso “Lanche de Mortadela do Mercadão”. O lanche virou uma febre entre os frequentadores do mercado, por seu singelo apelo de ser apenas “um pão com praticamente 400 gramas de mortadela e queijo”, que você pode escolher entre frio ou frito.

Realmente já virou parte do passeio ao Mercadão comer o famoso lanche. Com a construção do mezanino durante a reforma de 2004, diversos bares e restaurantes abriram suas filiais no local. O lanche original de mortadela começou a ser servido pelo Hocca Bar. Mas você encontra o mesmo lanche em alguns outros restaurantes no local.

No entanto, nem só de lanche de mortadela vive o local. Os diversos restaurantes que se instalaram no mercado em 2004 servem lanches, petiscos, pratos típicos, feijoada e uma diversidade de outras guloseimas. Bares mais concorridos como o Mortadela Brasil, fazem uma séria de outros bons pratos. Mas pelo nome, você já pode imaginar qual é o apelo deles.

Não deixem de experimentar também o sanduíche de pernil, os bolinhos de bacalhau e uma série de outras delícias do local. Para uma lista completa de restaurantes, naveguem pelo site e desçam até o menu “Gourmet”.

Alias, se o mezanino é famoso por alguns restaurantes, os que já existiam no piso inferior não deixam você na mão. Alguns servem lanches, mas existem boas opções de cafés, pasteis e outras guloseimas que vão te deixar na dúvida de qual escolher. As lojas de doces servem produtos para todos os gostos e com uma boa variedade, bolos, tortas, bombas de chocolate, pasteis doces. Tem de tudo.

mercado_municipal_de_sc3a3o_paulo
Vista do Mercado Municipal à Noite. Fonte: Wikipedia

Resumo

Ir ao Mercadão Municipal é mais que um passeio pelo centro histórico. É uma volta no tempo, com a arquitetura antiga do local e os vitrais que são verdadeiras obras de arte.

Mas vá preparado para voltar de lá alguns quilos mais pesado, e com menos dinheiro na conta. Pois visitar o mercadão e deixar de comprar alguma coisa ou mesmo deixar de comer por lá é um desperdício.

Conheça o centro, passe no Mercadão para umas compras, mas se puder, evite ir de carro. Dê preferência ao transporte público, pois o acesso é mais fácil, e menos estressante. Com estações de metrô e terminais de ônibus perto, é uma boa pedida no fim de semana, e provavelmente o caminho irá te proporcionar uma boa vista de outros locais no Centro de São Paulo.

Anúncios