Manhattan é um lugar um tanto quanto caótico, se considerar que este é um local totalmente comercial, com um tráfego intenso, pessoas apressadas para chegarem ao trabalho e gente correndo de um lado para o outro. Mas, no meio de tanta confusão, é possível achar um lugar calmo para relaxar, colocar a correria de lado e aproveitar uma boa sombra para comer um lanche, ou mesmo caminhar sem preocupações no meio da natureza, sem sair de Manhattan.

O Central Park é, com certeza, um dos mais famosos parques dos Estados Unidos, e construído no meio de Manhattan, consegue te levar para um outro ambiente, com muito verde e diversos animais. É impressionante como existem os contrastes, onde de um lado da rua você tem enormes prédios, metrô, praças lotadas de pessoas apressadas e de repente, atravessando a avenida, você entra em m local que as pessoas correm para se exercitar, pessoas sentam em bancos para comer um lanche ou apenas para observar a natureza, outra tantas se deitam na grama para tomar sol e ler um livro. E isso em plena Quarta-Feira.

new_york-central_park_trees

O Central Park é um parque urbano no meio de Manhattan e é o parque mais visitado dos Estados Unidos, sendo também o lugar que mais apareceu em filmes no mundo.

Foi iniciada a construção em 1857 e possui mais de 3 Milhões de metros quadrados (3.000.000,00 m²). Entregue parcialmente em 1858, teve sua obra continuado durante a Guerra Civil Americana e foi sendo expandido até 1873.

Vou repetir um clichê, mas é impressionante ver como existem “duas florestas” em Manhattan: uma é a “floresta de concreto” onde prédios sem fim são observados e tudo é cinza, e no meio dessa selva de pedras está a floresta construída para ser um local onde os novaiorquinos possam desacelerar, descansar e aproveitar o silêncio de um passeio no parque.

new_york-central_park_buildings
Uma das entradas do Central Park, onde ainda é possível observar alguns prédios de Manhattan

O parque é extremamente grande, e se você planeja passear por todo ele, recomendo que reserve um dia inteiro para poder cobrir toda a sua área.

new_york-central_park_lake
Sim, ainda estamos no meio de Manhattan

Existem diversas opções de lazer dentro do parque. Uma pista de corrida e uma ciclovia cruzam ele quase que completamente, e você pode alugar uma bicicleta no Citi Bike NYC, por um período de 24 horas e atravessar o parque pedalando. Tem também passeios de Charrete, um passeio curto que não sai por menos de U$ 50.00, o valor é um pouco alto para um passeio de 10 minutos (existem pacotes e trajetos diferentes, mas varia o preço) sendo que você encontra mapas com as informações que os guias passam e com uma bicicleta você pode passear pelo parque todo, assim como caminhar.

Alem disso, você pode andar de canoa nos lagos espalhados pelo parque e se divertir um pouco de uma forma um pouco diferente.

new_york-central_park_lake2

Além disso, existe uma área onde você pode apenas se deitar e aproveitar o sol enquanto lê um livro, por exemplo, e acredite as pessoas realmente lotam essa área para isso. Apenas se atente pois se você levou seu Pet em sua viagem, essa é uma das poucas (se não a única) área onde nenhum animal é permitido entrar.

Existem campos onde geralmente você encontrará pessoas jogando Futebol (Americano) ou mesmo Basebol.

new_york-central_park_movie
Reconhece esse caminho? Um dos mais famosos “takes” de Hollywood 

Uma afirmação e uma dica. Primeiro a afirmação: você provavelmente irá se perder no Central Park. Ele é tão grande que cada caminho leva para um ponto diferente, de repente ele se divide em mais três diferentes, ou volta para um lugar que você já passou. Agora a dica: o Google Maps mapeou o Central Park, então você pode usar o mapa e o GPS de seu Smartphone para poder se encontrar e chegar aos pontos de interesse dentro do parque. Caso você não tenha comprado um chip temporário, e está sem conexão de Internet, você também pode baixar áreas do mapa no Google Maps e ele fica disponível off-line (em modo avião).

Por falar em “pontos de interesse”, o parque possui muitos. Existem caminhos dedicados à artistas como o Strawberry Fields, em homenagem à John Lennon, morto enquanto caminhava para seu apartamento, que fica do outro lado da rua, fora do Central Park.

new_york-central_park_imagine

Estátuas e outras homenagens como Alice no Pais das Maravilhas, Balto, Observatório Natural, diversas pontes para se atravessar, fontes e uma infinidade de outros pontos. Talvez em um dia não seja possível passar em todos, e alguns tem horários e dias específicos de funcionamento. Mais informações podem ser encontradas no link de Atrações do Central Park. Alias, o parque tem um site que você pode consultar horários, eventos, e uma série de outras informações.

Como o parque é muito grande, mas se localiza em middle e upper Manhattan, você provavelmente pode colocá-lo mais de uma vez em seu itinerário. Reserve um dia para conhecê-lo, mas procure visitar alguns pontos ou atrações em seu roteiro ou quando for em outros passeios. Você provavelmente passará perto de alguma entrada ou estação de metrô que tenha uma saída para ele.

É muito interessante conhecer o Central Park e “desligar” um dia da correria que é New York. Você irá conseguir interagir com animais e muito verde, no meio de uma cidade que não dorme. Por falar nisso, o parque abre entre 06:00 da manhã e fecha todos os dias 1:00 da manhã. Aproveite para comer um típico cachorro quente de alguma da barracas espalhadas por lá, mas cuidado com as que são “spicy” elas são realmente picantes. Tenha uma garrafa d’água preparada.

Anúncios