No bairro da Urca, no Rio de Janeiro, está a entrada de um dos mais icônicos pontos turísticos do país: o Pão de Açúcar. Ele é um complexo de morros composto pelo Morro do Pão de Açúcar (que dá nome ao complexo), Morro da Urca e Morro da Babilônia.

A origem do nome mais provável vem desde o início do cultivo da cana-de-açúcar no Brasil, na época colonial pelos portugueses. Quando a cana era espremida, o caldo era fervido e engrossado. O resultado eram blocos de açúcar sendo transportados para a Europa em recipientes de barro em formato cônico que levava o nome de pão-de-açúcar. Com a semelhança entre os recipientes e o morro, ele acabou recebendo este nome.

Mirante de Dona Marta
Visão do Pão de Açúcar do Mirante Dona Marta – Fonte Wikipedia

O acesso ao morro pode ser feito de duas formas, pelo já famoso e tradicional Bondinho, ou se você é um aventureiro e gosta de montanhismo, pode-se escalar a encosta. O mais comum é realmente o bondinho, que é um dos passeios turísticos mais procurados do RJ.

SAMSUNG
Vista do bondinho entre os morros Urca e Pão de Açúcar

O Bondinho foi inaugurado em 1912 – no princípio apenas interligando a Praia Vermelha ao Morro da Urca – e recebeu esse nome pois quando foi construído lembrava muito os antigos bondes que circulavam pelas ruas do Rio de Janeiro. Em 1913, foi inaugurado o segundo trecho entre o Morro da Urca e o Morro do Pão de Açúcar. No morro existe um dos antigos carros que levavam os turistas, e é possível observar como ele era bem rústico e como hoje a segurança é muito superior.

O passeio de Bondinho consiste em duas paradas. A saída da Praia Vermelha, na Urca, tem sua primeira parada no Morro da Urca, e se embarca em um segundo trecho para o Morro do Pão de Açúcar. Os dois morros possuem atrações e pontos de observação que irão lhe proporcionar uma das melhores vistas no mundo, com diversas prais, pontos turísticos e locais famosos no Rio de janeiro.

rio_de_janeiro_urca_pao_de_acucar
Vista do Corcovado – Cristo Redentor ao fundo

Os principais pontos que podem ser observados dos dois morros são: as praias do Leme, Copacabana, Ipanema, Flamengo, Leblon; Pedra da Gávea, o imponente maciço da Tijuca e o Corcovado, com a imagem do Cristo Redentor; Baía da Guanabara, com a enseada de Botafogo; centro da Cidade; Aeroporto Santos Dumont; Ilha do Governador; Niterói; Ponte Rio-Niterói; e, ao fundo a Serra do Mar, com o pico “Dedo de Deus”.

rio_de_janeiro_pao_de_acucar-ponte_iio_niteroi
Ponte Rio-Niterói ao fundo

Existem algumas lunetas que permitem uma visão mais próxima de determinados pontos turísticos, mas elas podem ser um poco concorridas dependendo da lotação.

Nos dois morros existem algumas lojas e restaurantes. Gift-shop, com lembranças, camisetas etc, e também alguns locais para um lanche rápido ou mesmo uma refeição, caso queira passar mais tempo no local aproveitando a vista. Não são muitas as opções de refeição, mas possuem mesas e cadeiras para acomodar os turistas em uma pausa. A lista de lojas pode ser vista no site do Bondinho.

O parque funciona da 08:00 às 21:00 mas a bilheteria fecha 1 hora antes do encerramento do parque. Portanto é possível aproveitar a vista durante o dia ou no fim da tarde, vendo o anoitecer e também a cidade iluminada.

O site do Bondinho também oferece agora a possibilidade de compra de ingresso online. A bilheteria vende ingressos apenas para o dia, e online é possível escolher a data que irá fazer a visita. A compra é feita no Guiche Web.

O preço do Bondinho por pessoa (adulto) é de R$ 71,00. Com desconto para estudantes, idosos, professores etc.

No site do Bondinho é possível ver todas estas informações de preços, horários e eventos especiais em algumas datas comemorativas.

Localização no Google Maps.

Resumo

Visitar o Bondinho, e os morros do Pão de Açúcar é uma das principais atrações no Rio de janeiro. É bem concorrido e costuma ter uma fila de espera grande, tanto na bilheteria, como no embarque. Mas é uma espera que vale a pena já no momento que começa a subida.

Uma das mais fantásticas visões que você provavelmente não irá encontrar em outro local. É um lugar icônico e fantástico de se visitar, com uma boa área de preservação em volta, e muito da floresta e mata nativa ainda estão nos morros.

Vale a pena fazer um passeio, mesmo para quem está com o cronograma apertado. Chegue cedo para garantir um dos primeiros lugares na fila da bilheteria ou do bondinho e você consegue aproveitar em uma manhã o passeio, mas se puder, gaste um pouco mais de tempo por lá, tome um lanche, ou coma algo. Escolha um dia ensolarado e visite ao pôr do sol. Não importa a hora, a sua experiência será muito boa, com certeza.

Anúncios