Foi constatado que 11 entre 10 pessoas conhecem o Google. Além disso, não é novidade para ninguém que os escritórios deles são um verdadeiro paraíso de entretenimento e guloseimas. Fomos convidados à visitar a filial do escritório do Google em São Paulo e vamos mostrar um pouco de como é o ambiente de trabalho e como deve “difícil” trabalhar por lá.

Começando por sua localização, hoje o Google ocupa os quatro últimos andares do prédio Pátio Malzoni, na Faria Lima – Região do Itaim Bibi. Talvez você não conheça o prédio pelo seu nome (assim como eu, que tive que pesquisar para escrever aqui) mas você já deve ter ouvido falar no famoso prédio construído sobre a Casa Bandeirista (tombada pelo patrimônio histórico). A obra teve que ser modificada e um vão-livre foi adaptado ao projeto pois não podiam remover ou destruir a casa que existia no local.

sao_paulo-google_casa_bandeirista
Foto: Reprodução G1

O prédio por si só já merece uma visita. Mas nosso objetivo é o Google aqui neste post. Fomos recepcionados no 17° Andar do prédio e começamos o tour. Cada andar possui duas áreas que eles chamam de “mini kitchens”. Todas são temáticas e cada uma tem sua própria característica.

sao_paulo-google_recepcao
A recepção é a parte mais “sem graça” do Andar. 😉

As áreas recebem nomes específicos. Existe a “Feira Livre” (ou “feirinha” como eles a chamam carinhosamente) onde apenas produtos mais naturais são servidos, como frutas, legumes e guloseimas não tão calóricas assim. É onde também está a famosa Kombi, com diversos itens:

sao_paulo-google_feira

Outros locais específicos, como o “Bixiga” lembra uma cantina do famoso bairro italiano do centro de São Paulo. Sem contar a área Ibirapuera, que tem árvores e plantas espalhadas.

sao_paulo-google_ibirapuera
Ibirapuera

Se você reparar bem, verá que na foto acima, ali no fundo, existe uma mesa de ping-pong. Todas as cozinhas possuem algo a mais além de comida (como se comida não fosse bom o suficiente, claro). Algumas oferecem mesas de sinuca, outras biblioteca e tem até um estúdio musical para as pessoas fazerem gravações ou ensaios.

No ultimo andar ainda fica o refeitório. Sim, além de cada andar oferecer DUAS cozinhas, cada uma com suas devidas guloseimas, eles ainda possuem um refeitório. O Google oferece almoço para todos os seus funcionários todos os dias, totalmente grátis.

sao_paulo-google_bixiga
Bixiga – Lembra uma Cantina do famoso bairro italiano de São Paulo

Algumas coisas em específico eu achei bem interessante por lá:

Cada área possui um tema, como disse acima. Mas em cada local as salas de reunião também recebem nomes temáticos baseado em assuntos específicos. Em um andar elas recebem nome de comida. No Google não é estranho você fazer uma reunião em uma sala chamada Feijoada, por exemplo. Nem em uma outra que recebe nome de Heróis, como Jiraiya (quem se lembrar ou conhecer esse aqui entrega a idade).

Os funcionários podem levar cachorros, e a única regra é que ele deve ser pequeno o bastante para poder ser carregado no colo pelas escadas em um eventual problema e caso tenham que abandonar o prédio.

Uma das coisas que mais achei interessante por lá, e é um paraíso para quem gosta de viajar e conhecer novos locais, é uma tela interativa do Google Maps + Google Earth. Ai você pensa: “Ah, tenho isso no meu celular”. Sim, eu também, mas você nunca terá neste tamanho:

sao_paulo-google_maps

A foto talvez não faça justiça, mas quando você esta lá usando, você se sente dentro do mapa. Você consegue aproximar qualquer lugar mapeado pelo Google Maps ou Google Earth. Então você pode ir da sua casa ao Egito em questão de alguns cliques.

Resumo

Por questões de privacidade, as áreas onde o pessoal trabalha não puderam ser fotografadas. Mas de verdade, não são nada mais que mesas com telefones e computadores. O legal e mais interessante do Google está em suas áreas “comuns”. Cada detalhe, cada decoração, cada objeto faz do lugar um dos mais legais que você possa trabalhar. Se conseguir, claro, pois com tanta coisa pra se fazer, a produtividade com certeza será bem comprometida.

Infelizmente o Google não permite visitas às suas dependências, e nossa visita por lá foi através de um convite que recebemos. Mas, você pode mandar um currículo e quem sabe ser contratado. Eu deixei o meu. 😉

E ao final, se nada acima te convenceu de que esse é um dos melhores lugares para se trabalhar, eu deixo a ultima cereja do bolo aqui: a vista privilegiada que eles possuem da cidade por estarem tão alto:

sao_paulo-google_cidade

Se eu trabalhasse lá, com certeza voltaria poucas vezes pra casa. Mesmo por que, cada andar possui banheiros equipados com chuveiro. Eu economizaria horrores com aluguel, isso é um fato. 😀

Anúncios